Archive for the 'ciclones-p'

Viernes 28 / agosto / 2015

República Dominicana em alerta por chegada da tempestade tropical Erika

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — agosto 28th, 2015 — 14:44

Santo Domingo, 28 ago (Prensa Latina) A República Dominicana espera hoje a chegada da tempestade tropical Erika e todas as províncias estão em diversos graus de alerta.

O Centro de Operações de Emergência (COE) decretou alerta vermelha (máxima) em nove províncias, colocou quatro em amarelo (preventiva) e 16 em verde (atenta).

As províncias em máxima alerta (vermelha) são Altagracia, Hato Mayor, El Seibo, Samaná, María Trinidad Sánchez, Monte Cristi, Puerto Plata, Espaillat e La Romana, incluindo a ilha Saona.

Em situação preventiva (amarelo) estão San Pedro de Macorís, Santo Domingo, San Cristóbal e Monte Plata.

Em alerta (verde) permanecem Peravia, Azua, Barahona, Bahoruco, San Juan da Maguana, Independencia, Elías Piña, Pedernales, Dajabón, Santiago, Santiago Rodríguez, Monsenhor Nouel, La Vega, Valverde, Hermanas Mirabal e Duarte.

O COE também proibiu as embarcações frágeis, médias e pequenas de sair dos portos e todas as atividades recreativas na costa atlântica, rios, balneários e quebradas.

As decisões do COE foram adotadas depois que o Escritório Nacional de Meteorologia (ONAMET) emitiu um Aviso por condições de Tempestade Tropical.

Essa medida abarca desde Ilha Saona até Cabo Engaño, de Cabo Engaño a Bahia de Manzanillo, e de Ilha Saona até Punta Palenque, atendendo à possível trajetória de Erika.

Os meteorólogos deram aviso de tormenta tropical para Porto Rico, Vieques, Culebra, Ilhas Vírgens (Americanas e Britânicas), República Dominicana (desde a fronteira norte com Haiti até a Ilha Saona), Bahamas, Turcas e Caicos, San Martin e San Bartolomeu.

Em território dominicano, espera-se chuvas e inundações repentinas que podem ameaçar vidas, o que explica as medidas de alerta adotadas pelo COE.

Por outra parte, as autoridades haitianas advertiram que poderão cair fortes chuvas sobretudo nas regiões Norte, Nordeste e Noroeste do país devido à passagem da tormenta, que também traz ventos.

Ainda que não se trata de um furacão, o fenômeno pode causar danos severos no vulnerável território haitiano, especialmente para quem habita moradias precárias construídas nos barrancos, disseram.

A proteção civil do país vizinho convoca a população a abandonar o quanto antes os lugares de risco e a Cruz Vermelha começou a habilitar refúgios nas escolas públicas, foi divulgado.

Comentarios desactivados

Viernes 28 / agosto / 2015

Alerta para a tempestade tropical Erika em Porto Rico e ilhas Virgens

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — agosto 28th, 2015 — 14:44

Washington, 26 ago (Prensa Latina) A tempestade tropical Erika possui ventos máximos sustentados próximos a 65 quilômetros por hora (km/h) com rajadas mais fortes, informou hoje o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Um aviso de tempestade tropical para Porto Rico, Ilhas Virgens e ilhas de Sotavento, emitido às 05:00, hora local, estimou o centro da Erika próximo dos 16,1 graus de latitude Norte e 56,0 graus de longitude Oeste, cerca de 630 quilômetros ao Leste de Antígua.

O fenômeno move-se para o Oeste com velocidade em torno de 30 km/h e espera-se um movimento para o Oeste-Noroeste, com uma leve diminuição na velocidade de translação durante as próximas 48 horas.

Na trajetória prognosticada, o centro da tempestade passará próximo ou sobre partes das ilhas de Sotavento esta noite e próximo das Ilhas Virgens na quinta-feira.

Os meteorólogos não esperam mudanças significativas na intensidade deste evento meteorológico durante as próximas 48 horas.

De acordo com o informe, os ventos com força de tempestade tropical estendem-se até 165 quilômetros (km) para o norte e leste do olho da Erika. A pressão central mínima estimada é de 1.003 milibares.

As condições da tempestade tropical são esperadas dentro da área sob aviso nas ilhas de Sotavento esta noite e atingindo as Ilhas Virgens e Porto Rico na quinta-feira.

Espera-se que Erika produza acumulações de chuva de 50 a 100 milímetros (mm) e quantidades máximas de até 200 mm através de partes das ilhas de Sotavento, ilhas Virgens e Porto Rico até sexta-feira.

Comentarios desactivados

Viernes 28 / agosto / 2015

Tufão Goni causa 10 mortos e grandes danos em Filipinas

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — agosto 28th, 2015 — 14:43

Manila, 23 ago (Prensa Latina) A 10 eleva-se hoje a cifra de mortos pelo tufão Goni em Filipinas, enquanto reportam-se três desaparecidos, segundo fontes oficiais.

A Agência Meteorológica Nacional (Pagasa) indicou que o fenômeno climatológico mantém um rumo norte-nordeste, com ventos sustentados de 140 quilômetros por hora (Km/h) e se espera abandone esta noite o território filipino.

Às 05:00 hora local deste domingo o olho do tufão localizava-se a 270 km ao nordeste do município de Basco, na província de Batanes, e sua velocidade aumentou de 13 a 17 km/h.

De acordo com o Conselho de Administração Nacional de Redução de Riscos de Desastres, Goni ocasionou grandes danos que ainda estão por se quantificar, entre os que citou cortes elétricos, queda de árvores e sérias afetações em infraestruturas, incluídas estradas, por deslizamentos de terra.

À província insular de Batanes deixou-a sem eletricidade, e milhares de pessoas tiveram que abandonar seus lares devido aos alude.

Goni é o 15 tufão da temporada no Pacífico, vaticinada neste ano de muito ativa e o nono que golpeia a Filipinas.

Este país é castigado por aproximadamente 20 tufões ao ano durante a época de chuvas, que começa pelo geral em junho e conclui em novembro.

As águas do Pacífico são as mais cálidas do mundo, condição que favorece eventos deste tipo.

Comentarios desactivados

Viernes 28 / agosto / 2015

Somam sete os mortos por tufão Goni nas Filipinas

Filed under: a-noticias-portugues,ciclones-p — Carlos Alberto — agosto 28th, 2015 — 14:42

Manila, 22 ago (Prensa Latina) Ao menos sete pessoas morreram e duas permanecem desaparecidas nas Filipinas pelo tufão Goni, que continua no mar, ao norte do país, reportaram hoje fontes meteorológicas.

A Administração Nacional de Serviços Atmosféricos, Geofísicos e Astronómicos localizou o organismo às 10:00 hora local a 165 quilômetros do município de Calayán, em Cagayán, província situada no extremo setentrional do arquipélago.

De acordo com os prognósticos, esse fenômeno meteorológico acelerou depois seu rumo para o nordeste e se deslocará pela parte oriental de Taiwan para avançar depois para Okinawa, Japão, a princípios da próxima semana.

Goni afetou centenas de famílias e causou danos a infraestruturas, incluídos cortes elétricos.

A temporada de tufões no oceano Pacífico permanecerá ativa durante 2015, com maior frequência até novembro, segundo anunciou-se. Filipinas é castigado por aproximadamente 20 tufões ao ano, como as águas da região são as mais quentes do mundo, condição que favorece eventos deste tipo.

Comentarios desactivados

Miércoles 23 / octubre / 2013

Novo tufão ameaça ilha japonesa de Izu Oshima

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — octubre 23rd, 2013 — 16:23

Tókio, 23 out (Prensa Latina) As autoridades japonesas iniciaram a evacuação de centenas de moradores da ilha de Izu Oshima, a uns 100 quilômetros ao sul de Tókio ante a cercania de um novo tufão chamado Francisco.

O fenômeno meteorológico avançava desde o norte de Okinawa a uns 15 quilômetros por hora e com rachas de vento superiores aos 80, no meio das tarefas de recuperação depois do açoite do Wipha, há menos de uma semana.

Este último deixou na zona um saldo de 29 mortos e 16 desaparecidos além de grandes danos materiais ainda sem quantificar, segundo informou a televisora NHK.

Comentarios desactivados

Miércoles 23 / octubre / 2013

Furacão Raymond afasta-se do México

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — octubre 23rd, 2013 — 16:20

México, 23 out (Prensa Latina) O furacão Raymond degradou-se esta manhã a tormenta tropical e iniciou uma rota que o afasta da costa mexicana do Pacífico, informou a Comissão Nacional da Água (Conagua).

O ciclone, que tem seguido uma trajetória errática e chegou a ter categoria três na escala Saffir-Simpson, apresenta agora ventos máximos de 100 quilômetros por hora e se prognostica maior debilidade para as próximas horas.

Localizou-se a 250 quilômetros ao sul-sudoeste do balneário de Zihuatanejo, no estado de Guerreiro, e deslocava-se para o oeste-noroeste a 13 quilômetros por hora.

Não obstante esse novo rumo, ocasionará chuvas que irão de intensas a torrenciais em Guerreiro e em Michoacán, informou o Sistema Nacional de Proteção Civil.

Comentarios desactivados

Martes 22 / octubre / 2013

Portos mexicanos aceleram preparativos por ameaça do furacão Raymond

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — octubre 22nd, 2013 — 14:39

Mexico, 22 out (AFP) O furacão Raymond está estacionado nesta terça-feira em frente à costa do Pacífico mexicano, onde habitantes e turistas de portos como Zihuatanejo se preparam para recebê-lo com as lembranças ainda recentes da passagem do devastador ciclone Manuel.

Raymond, um furacão de categoria 3 (o primeiro deste nível da temporada no México) ameaça provocar nas próximas horas “inundações em áreas urbanas, deslizamentos em zonas montanhosas, incluindo trechos de estradas, assim como transbordamentos de rios” nos estados de Guerrero (sul) e Michoacán (oeste), advertiu o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

Depois de ganhar força na segunda-feira, na manhã desta terça-feira estava 140 km a sul-sudoeste de Zihuatanejo e 230 km a oeste-sudoeste de Acapulco, ambos importantes destinos turísticos do estado de Guerrero, e 160 km a sul-sudeste de Lázaro Cárdenas (Michoacán), anunciou o SMN às 11h00 locais (09h00 de Brasília).

O fenômeno, com tamanho de 600 km e que estacionou desde a meia-noite, mantém ventos sustentados de 185 km/h e rajadas de até 220 km/h, segundo o SMN, que prevê que durante o dia se aproxime pouco a pouco da costa.

As autoridades preveem que o Raymond diminua progressivamente sua força até cair para a categoria 1 na quinta-feira, quando começará a se dissipar.

No entanto, o diretor da Comissão Nacional da Água (Conagua, estatal), David Korenfeld, lembrou à rádio MVS que Raymond é errático e, embora até o momento siga sua rota em direção “ao nordeste, ao território nacional” freado por frentes frias, não se descarta que na quarta-feira dê uma guinada em direção ao oeste e não chegue a tocar o território mexicano.

Guerrero ainda não se recuperou do furacão Manuel, que atingiu o sul do território mexicano pelo lado do Pacífico em meados de setembro. Este fenômeno meteorológico foi quase simultâneo ao ciclone Ingrid, que entrou pelo Golfo do México. Ambos deixaram 157 mortos.

Comentarios desactivados

Martes 22 / octubre / 2013

Furacão Raymond de categoria 3 ameaça litoral do Pacífico mexicano

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — octubre 22nd, 2013 — 14:02

Mexico, 21 out (AFP) O furacão Raymond se fortaleceu na madrugada desta segunda e alcançou a categoria 3, das cinco da escala Saffir-Simpson, perto do litoral do Oceano Pacífico mexicano. O ciclone, o oitavo da temporada 2013, registra ventos de 195 km/h e rajadas de 240 km/h.

Segundo o Serviço Meteorológico Nacional (SMN), o Raymond deve ser fortalecer nas próximas horas. No entanto, freou seu avanço e mantém agora um deslocamento lento de 4 km/h norte, na direção do litoral, estando a 265 km de Acapulco. Segundo o SMN, Raymond deve alterar sua trajetória e atingir a costa mexicana, onde pode causar fortes chuvas.

Em meados de setembro, Manuel tocou a terra no Estado de Guerrero, enquanto que outro ciclone, o Ingrid, golpeava de forma quase simultânea o litoral oposto, no Golfo do México. Os dois alcançaram força de furacão antes de se dissipar, deixando em sua passagem um saldo de 157 mortos.

Comentarios desactivados

Martes 22 / octubre / 2013

Tufão deixa 14 mortos e vários desaparecidos no Japão

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — octubre 22nd, 2013 — 13:54

Tókio, 16 out (Prensa Latina) Um poderoso tufão denominado Wipha, que açoita o centro e o nordeste do Japão, ocasionou 14 mortos e vários desaparecidos, dezenas de moradias destroçadas e numerosos deslizamentos de terra, segundo reportes preliminares divulgados hoje nesta capital.

O Departamento Metropolitano da Polícia enviará uma equipe especializada em resgates à ilha Izu Oshima, a uns 120 quilômetros ao sul de Tókio, onde se confirmou o falecimento de 13 pessoas, numerosas avalanches e precipitações de 122,5 milímetros por hora.

Em Machida, uma mulher morreu ao ser arrastada pelas águas de um rio e muitas outras pessoas permanecem desaparecidas na região de Kanto. Também se deu a conhecer que dois meninos ao que parece foram engolidos pelas ondas em Ninomiya.

A poderosa tormenta ocasionou a suspensão dos serviços dos comboios rápidos em diversas localidades e o cancelamento de mais de 400 vôos domésticos de várias aerolíneas nacionais.

Espera-se que na tarde da quarta-feira o Wipha baixe sua categoria à de ciclone extra tropical.

Comentarios desactivados

Martes 22 / octubre / 2013

Furacão Phailin deixa 20 mortos e grandes perdas materiais na Índia

Filed under: ciclones-p — Carlos Alberto — octubre 22nd, 2013 — 13:50

Nova Deli, 14 out (Prensa Latina) A passagem do furacão Phailin pelo estado oriental indiano de Orissa deixou pelo menos 20 mortos, milhares de moradias destruídas e grandes prejuízos para a agricultura, a indústria pesqueira e a infraestrutura no geral.

As autoridades federais e estaduais ficam felizes pelo fato do número relativamente baixo de vítimas mortais ter sido graças ao deslocamento de mais de um milhão de pessoas a lugares seguros, o que constituiu a maior operação de evacuação em toda a história da nação sul-asiática.

O pior furacão a afetar a Índia em 14 anos, teve impacto sobre mais de 145 mil aldeias de pescadores e agricultores dos 12 distritos ribeirinhos de Orissa.

Uma conta preliminar estimou 235 mil moradias danificadas, mais de 800 mil os danificados de alguma maneira e ao redor de 400 milhões de dólares de prejuízo só nas plantações de arroz.

O ciclone também causou grandes prejuízos ao estado vizinho de Andra Pradesh, de onde eram dois dos 20 falecidos.

Seus ventos atingiram uma velocidade de 220 quilômetros por hora, derrubaram uma dúzia de torres elétricas e ao redor de 900 mil árvores só em Orissa.

Phailin avança agora para os estados de Jharkhand e Bihar ao norte. Ainda que tenha perdido intensidade e sido rebaixado a depressão, representa um perigo porque o acompanham intensas chuvas capazes de provocar inundações nesses territórios e no vizinho Nepal.

Orissa, um dos estados mais pobres do país, foi vítima em 1999 de um furacão com ventos de até 300 quilômetros por hora que matou a cerca de 10 mil pessoas.

A temporada de furacões na Índia vai de abril a dezembro, um período durante o qual se produzem tormentas destrutivas, sobretudo no Golfo de Bengala.

A maior parte dos 7.516 quilômetros de costa da nação sul-asiática é muito vulnerável a furacões e tsunamis.

Comentarios desactivados

Older Posts »