Archive for the 'a-noticias-portugues'

Martes 22 / marzo / 2016

Bolívia inicia campanha contra a tuberculose

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 22nd, 2016 — 0:25

La Paz, 21 mar (Prensa Latina) O Ministério boliviano de Saúde iniciou hoje uma campanha de prevenção e detecção de casos de tuberculose, que se estenderá durante toda a semana, em razão da celebração no dia 24 deste mês do Dia mundial de luta contra essa doença.

Segundo o chefe de Epidemiologia desse organismo, Rodolfo Rocabado, o objetivo da iniciativa é sensibilizar a população sobre as consequências desse padecimento e identificar possíveis afetados pelo mesmo.

Um indivíduo com tuberculose que não receber o tratamento adequado pode contagiar entre 10 a 12 pessoas por ano, indicou e pediu aos cidadãos que ajudassem os estabelecimentos de saúde caso seja necessário.

Ademais, precisou que no país se identificaram 7.888 casos, a maioria deles no departamento oriental de Santa Cruz, e anualmente morrem 200 bolivianos por essa causa.

Assinalou também que o governo desta nação investe 10 milhões de bolivianos (um 1,46 milhão de dólares) para o tratamento de pacientes com essa doença e as ações para sua prevenção chegam inclusive a centros penitenciários.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a tuberculose é uma das principais causas de morte a nível mundial e em 2014 reportaram-se mais de nove milhões de infectados, dos quais faleceram 1,5 milhão.

Não obstante, desde o ano 2000, salvaram-se mais de 43 milhões de vidas mediante o diagnóstico e o tratamento desse mal e para 2030 espera-se erradicá-lo, indica uma nota dessa entidade.

Comentarios desactivados

Martes 22 / marzo / 2016

Bolívia apresenta ao mundo novo medicamento anti-inflamatório

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 22nd, 2016 — 0:24

La Paz, 21 mar (Prensa Latina) A Universidade Maior de San Andrés (UMSA) fará hoje nesta capital a apresentação oficial ao mundo de um creme anti-inflamatório chamado Chillkaflam.

Este produto fitoterapêutico feito a partir da planta Baccharis latifolia, comumente conhecida como Chilca, foi desenvolvido junto aos Laboratórios LAFAR e uma equipe multidisciplinar de pesquisadores.

O creme antinflamatório teve o apoio científico-clínico necessário para garantir sua qualidade, inocuidade, eficácia e desenvolvimento sustentável.

O projeto foi possível graças ao trabalho mancomunado de profissionais dos institutos de pesquisa da Faculdade de Ciências Puras e Naturais e da Faculdade de Ciências Farmacêuticas e Bioquímicas da UMSA.

Também participaram do programa a Agência de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento da Espanha, Agência Sueca de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e a Organização dos Estados Americanos.

A equipe multidisciplinar já apresentou o resultado da investigação em um livro intitulado ‘Da planta ao medicamento’, que resume o trabalho realizado.

Esse trabalho recolhe a descrição da planta, seu uso tradicional, as características botânicas da Chilca, aplicações biotecnológicas, estudos químicos, de solos, de geno-toxicidade, toxicidade pré-clínica, farmacêuticos e a importância dos produtos naturais para a indústria boliviana.

A criação da pomada Chillkaflam foi um trabalho de quase uma década e, no primeiro quinquênio, biólogos, químicos e farmacêuticos conseguiram extrair os componentes ativos da Chilca.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

Cuba informa quinto caso importado de paciente com vírus Zika

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:50

Havana, 19 mar (Prensa Latina) As autoridades sanitárias de Cuba anunciaram hoje a confirmação do quinto caso importado de paciente confirmado com vírus zika.

O caso corresponde a uma paciente de 27 anos de idade que desceu à ilha em 9 de março vindo do Brasil, onde viajou por assunto pessoal.

De acordo com uma nota do ministério de Saúde Pública (Minsap), em 11 de março a noite a paciente começou com febre e foi ao Instituto de Medicina Tropical Pedro Kourí (IPK) no dia 13.

Nesse centro, é realizado pelo médico de plantão que decide seu internamento -ao detectar rash no pescoço, que ao dia seguinte se estende ao tórax e braços, além de cansaço e dor lombar-, e se toma suficiente para isolamento de zika.

Ao mesmo tempo -aponta o texto- realizam-se todas as ações de vigilância epidemiológica e controle vetorial.

No dia 17 de março informa-se pelo laboratório do IPK, que o PCR em tempo real realizado na paciente resulta positivo ao vírus zika.

Nestes momentos, precisa o Minsap, a paciente mantém-se internada com bom estado geral.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

Bolívia destina recursos para combater zika, dengue e chikungunya

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:49

La Paz, 15 mar (Prensa Latina) O Ministério de Saúde da Bolívia destinou sete milhões de bolivianos (mais de um milhão de dólares) em uma primeira etapa para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor do zika, da dengue e da chikungunya.

“Estamos realizando campanhas de limpeza e fumigação nas zonas endêmicas, ao mesmo tempo em que trabalhamos na capacitação e atualização dos profissionais de saúde”, disse a ministra do setor, Ariana Campero.

Até agora foram confirmados no país 14 casos de zika, 5.278 de chikungunya e 2.697 de dengue.

Uma missão de especialistas da Organização Panamericana de Saúde (OPS) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) realiza uma visita à Bolívia para fortalecer os esforços de resposta do país contra o vírus do zika.

Os especialistas em epidemiologia, laboratório, neurologia e controle vetorial percorrerão durante cinco dias centros médicos e trabalharão com os médicos na revisão dos protocolos de atenção.

Esta semana será importantíssima para fortalecer os conhecimentos, fazer uma série de revistas e poder compartilhar informação com estes especialistas, disse a ministra de Saúde, quem recebeu a delegação da OPS/OMS.

A OMS declarou o zika como uma emergência de saúde, presente em 29 países da América, depois do vírus ter sido associado a casos de microcefalia em bebês de mães infectadas e a alguns casos de síndrome de Guillain-Barré.

Até agora o Aedes aegypti, transmissor da dengue, do zika e da chikungunya, tinha sido reportado principalmente nos estados dos planos e na Amazônia, entre os 400 e os mil metros acima do nível do mar.

No entanto, nos últimos tempos, o mosquito se está adaptando até os 2.600 metros e se encontraram vetores no departamento de Cochabamba e nos vales subandinos.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

Má qualidade do ar afeta capital mexicana

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:48

México, 14 mar (Prensa Latina) A Comissão Ambiental da Megalópolis anunciou que mantém hoje a fase de precontingência na Cidade do México e a região metropolitana, por má qualidade do ar.

A Comissão informou que na manhã de hoje espera-se um investimento térmico, que favorecerá a acumulação de precursores de ozônio no Vale do México.

Pela tarde terá radiação solar intensa e escassa dispersão de contaminantes, pelo qual também terá facilidade para a formação de ozônio.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

Serão realizadas provas de alerta de tsunami no Caribe

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:48

Paris, 11 mar (Prensa Latina) No dia 17 de março se realizará um exercício no Caribe para consertar eventuais falhas do dispositivo previsto em relação a ocorrência de tsunamis e outras ameaças na região.

O objetivo é pôr à prova o Sistema de Alerta contra Tsunamis e outras Ameaças Costeiras no Caribe e Regiões Adjacentes, posto em andamento em 2005 sob os auspícios da Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da Unesco, detalhou um comunicado divulgado hoje.

O exercício baseia-se em dois cenários prováveis: terremotos de grande amplitude próximo à costa da Venezuela e a costa do norte da República Dominicana. Para isso, serão emitidos mensagens de prova desde o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico, explicou.

Dessa forma, ressaltou, se procurará provar a eficácia dos dispositivos de alerta em conjunto com os agentes encarregados do gerenciamento de situações de urgência (pontos focais nacionais de alerta anti-tsunamis, serviços meteorológicos, guarda-costas, corpos de bombeiro).

A nota da Unesco referiu que cerca de 70 mil pessoas se inscreveram para participar das provas. Os países que o solicitam terão também a possibilidade de realizar o teste a nível local. Venezuela, República Dominicana, Porto Rico e Panamá previram exercícios de retirada parcial das populações costeiras.

Nos últimos 500 anos registraram-se 75 tsunamis no Caribe, o que representa cerca de 10 por cento do total mundial dos ocorridos no mesmo período, conforme informação divulgada.

Sejam gerados por terremotos, deslizamentos de terreno ou de origem vulcânica, esses fenômenos deixaram mais de 2.500 mortos na região desde meados do século XIX.

Os últimos dez anos estiveram marcados por um crescimento demográfico considerável e a afluência de turistas em áreas litorais, o que faz ainda mais vulnerável a região.

Um primeiro exercício de alerta aconteceu em 2011. O Grupo Intergovernamental de Coordenação do Sistema de Alerta contra Tsunamis e outras Ameaças Costeiras no Caribe e Regiões Adjacentes foi estabelecido em 2005.

Criado sob a tutela da COI, o Grupo ajuda os Estados membros a implementar sistemas de alerta de tsunamis.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

OMS mantém alerta global pelo zika

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:47

Genebra, 9 mar (Prensa Latina) A Organização Mundial de Saúde (OMS) acordou manter hoje o alerta global em relação ao vírus Zika pelos casos de microcefalia e desordens neurológicas registrados na América Latina e no Caribe.

Cada vez há mais evidências que indicam uma relação causal entre o zika, originário da África, e essas doenças presentes na região, assinalou a agência em um comunicado.

Segundo a diretora da organização, Margaret Chan, é evidente que uma infecção de zika durante a gravidez pode ter consequências graves.

De fato, acrescentou, os ainda poucos estudos e “com pequenas amostras” têm detectado não só microcefalia (uma condição em que os bebês nascem com cérebros menores que o normal), como também abortos involuntários e outros danos no córtex cerebral fetal.

Diante desses problemas, Chan reivindicou aos países que fortaleçam já suas políticas de saúde pública destinadas a frear o contágio.

Por sua vez, o presidente do Comitê de Especialistas da OMS, David Heymann, indicou que nas áreas onde há transmissão do vírus os serviços de saúde devem estar preparados para um potencial aumento desses males, para os quais ainda não há vacina nem tratamento.

A propósito das descobertas sobre o vírus, soma-se uma grave afecção nos quatro membros chamada mielite aguda, segundo um caso estudado em Guadalupe (Antilhas francesas).

Trata-se do primeiro publicado com prova do vínculo entre zika e mielite devido à presença do vírus no líquido encefálico de uma paciente nove dias antes dos primeiros sintomas clínicos, afirmou a pesquisadora francesa Annie Lannuzel.

Como parte do enfrentamento, a Junta de Governadores do Organismo Internacional de Energia Atômica aprovou em Viena um ambicioso projeto para combater com técnicas nucleares o vírus zika na América Latina e no Caribe.

O continente americano tem cerca de 2.765 mil casos confirmados de zika, a maioria na américa Latina e no Caribe. Além disso, há mais de 134 mil suspeitos de sofrer a doença, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

Consumo de brócolis poderia prevenir doenças hepáticasl

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:46

Washington, 7 mar (Prensa Latina) Especialistas sublinham que incluir brócolis na dieta poderia contribuir para proteger do câncer hepático e evitar que se desenvolva um fígado gorduroso, publicou hoje a revista especializada Amazings.

De acordo com o artigo, esta última doença pode levar a que o órgão deixe de funcionar devidamente, e inclusive levar a um hepatocarcinoma, com uma alta taxa de mortalidade.

A equipe de Elizabeth Jeffery, da Universidade de Illinois nos Estados Unidos, decidiu que devia ser estudado o câncer hepático particularmente em relação ao brócolis devido à epidemia de obesidade que há nos Estados Unidos e em outros países do chamado Primeiro Mundo.

“Já está presente na literatura científica que a obesidade aumenta o risco de câncer nesse órgão, e que isso é particularmente aplicável aos homens. Têm um risco quase cinco vezes maior de contraí-lo se tiverem sobrepeso”, destacou a especialista.

A maior parte da população estadunidense, como a de outras nações industrializadas, consome uma dieta alta em gorduras saturadas e açúcares acrescentados.

A revista recorda que ambas classes de componentes alimentares se alojam no fígado e podem ser convertidos em gordura corporal.

“Consumir uma dieta rica em açúcares, e ter um excesso de gordura corporal, está relacionado com o desenvolvimento de fígado gorduroso não alcoólico, o que pode levar a doenças tais como a cirrose e o câncer”, acrescentou a cientista.

Investigações anteriores sugerem que o brócolis, vegetal que contém compostos bioativos, poderia impedir a acumulação de gordura e proteger contra os transtornos listados em ratos.

Jeffery estudou quatro grupos de roedores, alguns dos quais foram mantidos em uma dieta normal ou em uma dieta típica da população norte-americana, e outros receberam ou não o vegetal.

“Os resultados indicam que o brócolis pode proteger contra o câncer de fígado”, explicou o artigo.

Conquanto os pesquisadores usaram somente esse alimento no estudo, Jeffery indica que outros vegetais do gênero brassica, como a couve-flor ou a couve de Bruxelas, poderiam ter o mesmo efeito positivo para a saúde.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

OMS alerta sobre a ameaça da mudança climática

Filed under: a-noticias-portugues,cambio-climatico-p — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:33

Genebra, 4 mar (Prensa Latina) A diretora geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Chan, alertou sobre a ameaça da mudança climática durante um painel de discussão do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Esse fenômeno causa dezenas de milhares de mortes anualmente, através de seus diversos efeitos e impactos no mundo, advertiu a máxima representante da OMS.

Chan declarou que os especialistas estimam que para o ano 2050 causará 250 mil mortes adicionais a cada ano por malária, diarreia, insolação e desnutrição. As secas, inundações, incêndios florestais e ondas de calor custam vidas, e o mundo não pode se dar ao luxo de não empreender ações. Por isso, responsabilizar os países de suas políticas sobre o clima também é um assunto de justiça, apontou.

Como o impacto da mudança climática é universal, imprevisível, e na ocasião desafiadora, os seres humanos são, sem lugar a dúvidas, a espécie mais importante ameaçada, reconheceu.

Índices da Organização Meteorológica Mundial mostram que 2015 foi o ano mais quente desde que começaram os registros em 1880, e se prevê que 2016 tenha temperaturas ainda mais elevadas.

A propósito disso, a funcionária afirmou que as secas ameaçam o abastecimento de alimentos, já em perigo, especialmente em países pobres.

Chan indicou que a escala deste perigo é imensa, porque em algumas nações mais de 70% da população depende da agricultura para viver.

Além disso, sublinhou que os surtos de cólera prosperam tanto por excesso como por falta de água. Os insetos e outros portadores de doenças são muito sensíveis ao calor, umidade e chuvas, considerou.

Por outro lado, a mudança climática tem favorecido a extensão geográfica do dengue e pode fazer o mesmo com a malária.

Mais da metade da população mundial, sublinhou, vive em um área onde se encontra o mosquito Aedes aegypti, o principal vetor do zika, dengue e chikungunya.

Todas estas consequências para a saúde convertem ao primeiro acordo mundial sobre mudança climática, alcançado em Paris no ano passado, não somente em um tratado sobre meio ambiente mas também sobre saúde, apontou.

Comentarios desactivados

Domingo 20 / marzo / 2016

Diagnosticam em Cuba primeiro caso importado do vírus Zika

Filed under: a-noticias-portugues — Carlos Alberto — marzo 20th, 2016 — 23:31

Havana, 2 mar (Prensa Latina) Cuba diagnosticou o primeiro caso do vírus Zika importado, uma médica venezuelana que chegou ao país para um pós-grado em gastro-enterologia, hospitalizada no Instituto de Medicina Tropical “Pedro Kouri”, divulgou hoje o Ministério de Saúde Pública.

A paciente chegou no dia 21 de fevereiro vinda do estado Arágua e se hospedou na Residência Estudantil de Machurrucutu, município Bauta, província Artemisa, para vigilância epidemiológica (Controle Sanitário Internacional) junto a outros 37 médicos, acrescenta.

Começou no dia 22 com uma pequena febre de 37,5 graus centígrados e no dia 23 de fevereiro nas horas da noite, apareceu uma reação alérgica no rosto e no tronco, além de artralgia (dor nas articulações), procedendo sua entrada no dia 24, data a partir da qual se manteve afebril, com bom estado geral. A coçeira foi desaparecendo e não apresentou conjuntivite, informa a fonte.

Como antecedente, afirmou que seu esposo teve zika, diagnosticado clinicamente há dois meses e seu cunhado também teve a doença duas semanas antes dela viajar.

De acordo com a nota, no dia 25 de fevereiro, no momento de sua entrada, foi realizado PCR em tempo real do vírus Zika à paciente e deu negativo.

Acrescenta que, não obstante, repetiram a tomada da mostra em 28 de fevereiro, pois o resultado não coincidiu com o quadro clínico e os antecedentes epidemiológicos, que deu positiva no dia 29.

O resto dos profissionais que se encontram em vigilância não apresentaram até o momento nenhum sintoma, conclui.

Comentarios desactivados

Older Posts »